sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Egoísmo

Hoje eu resolvi chorar como a muito não conseguia. Tranquei lá fora toda imensidão de mágoas e tristezas que tremiam meus nervos e sufocavam minha voz. Foi assim que desisti de criar e entender o que se passou dentro de mim . Renunciei meu passado de dor, entreguei minha vida ao luar e hoje caminho sozinho num mar de ferozes momentos de lucidez. Foi de propósito que deixei queimar o meu interior, trazer das cinzas qualquer resquício de mim e resgatar numa marcha fúnebre o meu desgarrado momento de ser feliz. Digam o que disserem este sou eu e nunca mais vou me perder de mim.