terça-feira, 30 de agosto de 2011

Ridi pagliaccio II


A brincadeira acabou.
O sonho se desfez em lágrimas
que queimam minha face
e sangram no meu peito.

Por onde vc anda já não sou mais seu companheiro,
as rochas que vc pisa
meus pés já não mais alcançam;
agora caio em um precipício de sombras: o escuro canto de um quarto meu.

Permaneço quieto ali,
nenhuma palavra em minha boca para dizer o que eu sinto,
apenas minha alma
que grita dentro do meu peito a falta que faz o seu amor.
E assim outras vidas vou vivendo
nesse teatro que tão bem aprendi representar,
nele mais uma vez escancaro em minha face a feliz máscara do palhaço...


...que chora a sua solidão.

domingo, 13 de março de 2011

Untitle #17


Há um canto que ressoa em minha mente
quando o silêncio dos seus labios se afastam dos meus.
Há um entardecer sombrio,
quando desejo mais uma noite ao seu lado
e te vejo partir numa coerencia incotrolável ao meu sentir.
Perto de onde queria estar agora,
caminha pelas ruas desertas,
seguro de que estarei aqui...
Como pude um dia te ter assim em minha vida,
a descontrolar meus pensamentos,
desconsertar minha alma e ....?



Enfim, isso ninguém precisa saber...

terça-feira, 8 de março de 2011

Atrás da porta


Incrível diferença entre dois corações,
que impassíveis de amar,
se distanciam em um amontoado de pensamentos impuros.
Agora te digo: te amo;
amanhã te quero longe daqui.
Não me impressiona esse teu olhar distante,
enquanto distribuo palavras para afastar o silêncio,
mas me encolhe o coração quando te vejo partir
e na incansável busca pelo fim deste impasse,
acordo minha razão e fecho a porta...

...atrás de ti.



o amor não é tudo isso que dizem,
é apenas um estado de liberdade quando se está junto.



Finalmente reabrindo as portas deste Canto. Depois de longo e tenebroso verão, finalmente consegui espremer alguma coisa para postar aqui. Peço desculpas aos meu amigos encantoados por esse sumisso repentino sei que estou em dívida com muitos de vcs, mas apesar de não comentar sempre que posso dou uma passada nos blogs para ver o que tá acontecendo. Aos novos encantoados que chegaram aqui enquanto estive ausente só tenho a dizer que sejam muito bem vindos. Não sei se estou voltando com toda aquela assiduidade que tinha antes, pq minha vida fora da blogosfera anda me consumindo o tempo e o pouco de inspiração, mas assim que ela me tomar como uma roda dentada, como diria Adélia Prado, prometo estar por aqui.
Agradeço a todos!
Sejam todos bem vindo ao canto mais escuro do meu quarto.