quinta-feira, 28 de maio de 2009

Catando estrelas


Brinco com estrelas que sondam o amanhecer. Acabo reprimido por um instante, buscando entender aquilo que digere minha alma aflita de uma emoção, diferente desta que me atordoa a cada noite sem vc. Ainda busco incontáveis desejos, onde só um, pode transpor aquilo que ainda não pude dizer: EU TE AMO. Resta-me então, mais uma noite catando estrelas ao amanhecer para guardar cada uma nesta imensa caixa vazia que se tornou meu coração.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Bem guardado


Este estava guardado para vc,
que perturba meus sonhos distorcendo imagens que um dia criei só prá mim.
Este eu guardei bem no fundo de minha alma,
para quando vc a abrisse descobrisse os meus mais profundos segredos.
Este estava guardado para entregar a vc,
quando em noites de luxúria o desejo tomaria conta de nós dois.
Este eu guardei no silencio,
para ser revelado quando tudo não mais impedisse que eu te dissesse...



... eu te amo.

domingo, 24 de maio de 2009

Fantasias


A quem quero enganar com essa pose de garoto feliz? Volto ao lugar de onde me deixaram encolhido, num canto escuro de um porão frio e úmido. Deixo as pegadas da culpa me arrastarem para fora daqui. De cabeça erguida vou até a esquina e desabo num pranto inconcebível. De repente um ar me joga para dentro de um movimento que não sei onde vai me levar. Sigo nesse caminho de sombras, que como crianças travessas, me empurram para este abismo que eu mesmo criei, para me jogar quando chegar a minha hora. Já não há mais tempo para esquecer do que eu fui e recomeçar de onde não sei parar. Vejo o olhos que passam e me cortam a face. Vejo olhos que vagam entre delírios e devaneios de prazer que nunca vou poder experimentar. Agora foge de mim qualquer sentimento que um dia eu possa ter ido buscar....


...longe dessa fantasia macabra de ser feliz.

sábado, 16 de maio de 2009

Untitle # 6


Ah! esse momento parado entre o beijo que vc não me deu e o olhar que ficou esperando um novo toque... eternidade de esperença pelo o ato mais simples e significativo que não aconteceu. Quem dera permanecesse entre nós aquele dia em que pude chegar tão perto de vc... teria dito mais palavras além daquele mísero oi que se expremeu pela garganta... teria transformado aqueles minutos num quadro de abstratas sensações para colocar sobre minha cama.... teria te levado... enfim, o momento passou...



.... e eu fiquei.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Poeminha


Em um canto escuro
um menino se esconde...

sozinho,

culpado,

encolhido para não ser descoberto.


Em um canto escuro
um menino esconde...

lágrimas de dor,

o coração dilacerado,
a inocência extirpada.

Em um canto escuro

um menino esconde de...

fantasmas,

demônios,

assombrações do seu passado.


Um escuro canto esconde um menino... que para ser homem recomeça do fim.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Não tô nem aqui


Aqueles que visitam este canto um aviso:

Este canto estará temporariamente fechado por motivos de força maior (lê-se falta de inspiração). Estarei percorrendo lugares em busca de novas inspirações,(ou algo que valha a pena postar aqui) portanto não adianta chamar, bater, tocar a campainha pois não estarei aqui. Peço desculpas pelos transtornos (já se achando...) e espero resolver este problema técnico o mais rápido possível.

Agradeço a compreensão de todos!



O habitante deste canto: Renato.