domingo, 20 de setembro de 2009

Desamor


Há um longo motivo para ser, mas nenhum para continuar existindo. Basta cruzar as linhas imaginarias que cercam meu coração que verás, atrás de um muro qualquer, uma frase que deixei ali no dia que vc me disse adeus. Não vai ficar marcado, como na árvore que cresce no meio de um campo de orquídeas escondidas em pântanos que um dia me viram passar, vai se apagar com o tempo que recobre de cinza aquilo que um dia eu ousei sentir. Há um abismo que ressurge na distancia infinita do amor... e onde eu quero estar um dia não cabe a sua presença. De algum modo algo estranho mudou em mim ... de algum modo vc mudou em mim... de modo algum vou esquecer que a sua presença um dia me fez ser...


... por uma noite...



...feliz.

10 comentários:

Ida disse...

Nossa Renato que lindo, apesar de triste..sabe que as vezes qdo leio o que escreve, fico sem saber o que dizer, sao aqueles famosos momentos de ficar ao lado, quieta, oferecendo ombro e carinho

"de modo algum vou esquecer que a sua presença um dia me fez ser...
... por uma noite...
...feliz"

Vc teve esta noite.
Bjo meu querido amigo

Luiza disse...

Como disse a Ida ai, as vezes o que vc escreve deixa a gente sem saber o que dizer.
Amei , mas esse pedacinho aqui falou muito por mim:

"De algum modo algo estranho mudou em mim ... de algum modo vc mudou em mim... de modo algum vou esquecer que a sua presença um dia me fez ser..."

Será que de tem como esquecer, acho que não, essa mudança, essa presença, sempre vai estar nas nossas lembranças.
Ah, sei lá, só o tempo mesmo para dizer.
Bjs querido

Renato disse...

Oi Minha Querida!!!
Acho que vc acertou em cheio, o que ando precisando é só mesmo de um ombro amigo e de um carinho...(carente mode on)

Pois é minha querida eu tive, foi uma noite só mas tive . rsrsrsrsrsrrsrsrs


Um grande bjo!

Renato disse...

Oi Luiza!
Obrigado pelo elogio, é gratificante saber que o que escrevo possa tocar alguém.
Mas por mais que aconteçam mudanças, por mais que tempo passe, pessoas especiais nunca deixarão de povoar nossas lembranças.


Um bjão!

clariinha.santana disse...

Aiin, acho que cada vez que eu vier aqui vou me surpreender mais com seu talento em usar as palavras. Realmente, consegue me fazer parar.
Ahh, Tem um selo pra você em meu blog!
Um beijo

Clarinhaaa disse...

Renatooooooooooo..
que saudades de vc!!!!
" e onde eu quero estar um dia não cabe a sua presença."

lindo!
adoreiiiii issoooooo!!!
posso plagiar?!?!?
deixa vai!!!
rs

Renatooooo...
(sabe quando vc chama por uma pessoa e não sabe o que falar depois?... então)
Renatoooooo...

bjs

Renato disse...

Clariiinha!!!
Nossa me sinto lisonjeado com tamanho elogio. Nada mais gratificante em saber que te faço parar em meus textos, isso que me dá mais força para continuar a escrever.

Muito obrigado pelo selo!
Adorei!

Um grande bjo minha querida!

Renato disse...

Clarinhaaaaa!!!
Ai só vc mesmo... Adoro seus comentários....

Fique a vontade querida de plagiar o que vc quiser, é uma honra para mim ser plagiado por vc.


Que bom te ver por aqui!
Tava com saudades tbm!
Bjos!

ivone fonseca disse...

é assim mesmo.. ficamos com parte de quem passou por nós e deixamos parte de nós neles tb.. por mais q pareça impossivel ou insolito ha um pouco de nós em todos q caminharam ao nosso lado fazendo qqr papel..


bj grd

Renato disse...

Oi Minha Querida Amiga!
Será mesmo que deixamos algo? As vezes diante de certas atitudes me questiono até que ponto isso acontece... bom tema para ser discutido...


Um grande bjo minha querida!