sábado, 6 de setembro de 2008

Adeus amigo...



Oi amigo o que fazes da vida? Das noites insones que deixamos o tempo passar em conversas distintas de amor, solidão, tristeza e dor que se uniam em um só lamento? Conta-me o que tem sido estes dias longe. Das paisagens sonhadas mas nunca vividas que um dia traçamos conhecer. Diga-me o que sentes, quando no fim de mais uma noite, deixava o cansaço tomar o meu corpo para enfim poder me afastar de sua presença. Fala-me do seu coração ferido e de sua alma machada que juntos um dia conseguimos juntar em ilusões perdidas. Recorda-me dos risos incotroláveis das madrugadas frias que vinham secar as lágrimas que acabavam de molhar a minha face.


Amigo!
Amigo!
Amigo...

Foi embora meu amigo...

8 comentários:

Ana disse...

Renato!!!!!!!!!
Tem um tempinho que não apareço por aqui não é...
Seu blog continua maravilhoso e cada vez melhor...
Amo seus poemas e admiro muito seu talento...
Tenho orgulho de te-lo no meu blog como favorito, e pela campanha que tambem esta fazendo...
Parabéns!!!
Beijosss
=***

Renato disse...

Oi Ana!!!
Pois é tava sentindo sua flta por aqui.
Obrigado pela gentileza e pelo carinho.
Um bjão p vc!!

Borboleta de sonhos disse...

rê, muito bom o que escreveu!!!
Te adoro!!! beijos

Renato disse...

Oi Ju!!
Muito obrigado!!
Vlw a visita!!
Um bjão!

Lucas Nietzel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...

Oi Lucas!!
Não se preocupe não estou passando por isso não, mas já passei algumas vezes e vc sabe, então resolvi escrever este poema. Te agradeço de coração por saber que mesmo distante ainda tenho um irmão que posso contar.
Um abção e obrigado!

Leonor disse...

Parabéns o seu blog é fabuloso... a forma de se expressar é uma "delicia"!

Fique bem!

**Reborn** disse...

Oi Leonor!
Muito obrigado pela visita e nem sei como agradecer tamanho elogio.

Fiquei muito feliz com sua visita sinta-se em casa.


Um grande bjo!