domingo, 10 de agosto de 2008

Pai...


Pai! Ô Pai! Cadê vc?PAAAAIIIII!! Por favor não me deixe aqui sozinho! Pai eu tenho medo, cadê vc! Por que me abandonou aqui neste lugar? Pai eu preciso de vc, por favor me responda? Sei que não sou um bom menino, sei que sou o oposto do que vc desejava como filho e que por várias vezes te decepcionei, mas Pai não me deixe aqui sozinho. Pai eu sinto falta de ser seu filho, de um olhar de cumplicidade como vc tem com os outros mas que é incapaz de trocar com seu filho. PAAIII!! Não quero seu dinheiro, seu suor para manter os luxos de um menino mimado, só peço um abraço seguro numa noite de pesadelo, um sorriso orgulhoso por ser como eu sou, só quero ter um pai. Pai! Ô Pai...

5 comentários:

Renato disse...

Oi Lucas!
É não poderia deixar de fazer essa homenagem nesse dia tão especial.
Obrigado por vir aqui!
Um abço!

Borboleta de sonhos disse...

Perfeito, kiwi!
saudade de vc!!

Renato disse...

Oi Ju!!!
Obrigado pelo elogio é sempre um prazer ter vc por aqui.
Bjos!!

Gê Gaia disse...

Pow Renato, meu coração até disparou... Como se estivesse escutando um grito de criança; ou, do seu coração.Meu sofrimento quando criança era porque meus pais brigavam muito(meu pai era alcoólatra), no entanto ele era um excelente pai.Quanto a minha mãe,sinto a maior tristeza de não poder dizer o mesmo.Infelizmente, nem tudo é perfeito! Tem "pais" e tem "PAIS"...
Bjim no coração.

Renato disse...

Oi Gê!!
Pois é, esse texto nasceu de um sonho que eu tive estes dias atras e resolvi postar no dia dos pais como uma homenagem ao avesso.
Que bom que vc gostou, fico muito feliz de ver vc sempre por aqui.
Um bjão p vc